Selo-OB

Certificação de produção orgânica, porquê?

A Quinta das Tarumãs tem sua produção agrícola certificada pela Associação dos Produtores Agroecológicos da Região Metropolitana de Porto Alegre – RAMA. A instituição é um Organismo Participativo de Avaliação da Conformidade Orgânica – OPAC, vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento – MAPA.

A área ocupada com a produção orgânica cresce em média 2% ao ano no Brasil. Em 2018, havia mais de 22 mil unidades de produção orgânica certificadas, frente a pouco mais de 5 mil em 2010, segundo o Cadastro Nacional de Produtores Orgânicos do MAPA.  Saúde e segurança alimentar fazem parte dos motivadores deste crescimento, no nosso ponto de vista. Mas além disso podemos associar a alta da agricultura sem o uso de agroquímicos com a necessidade de regenerar o planeta.

Por aqui acreditamos que podemos fazer nossa parte em favor dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável – ODS e mais. Questionamos a necessidade de ainda trabalharmos pelo desenvolvimento econômico e temos como foco a reconexão com a terra, considerando que há muito o limite do crescimento dos mercados já foi extrapolado. Por isso escolhemos trabalhar com a agroecologia, preservando e regenerando o ecosistema no qual estamos inseridos, nos parâmetros da produção suficiente.

Formalizamos este compromisso através da certificação orgânica de base participativa, porque é o código mundialmente reconhecido da alimentação limpa. O fato de estarmos em rede com agricultoras e agricultores que também seguem estes princípios, nos fortalece para seguir a caminhada e ir além.

Saiba mais sobre sistemas regenerativos em:

https://designforsustainability.medium.com/sustentabilidade-n%C3%A3o-%C3%A9-o-suficiente-precisamos-de-culturas-regenerativas-385300b43316

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *